Os Golpes online mais conhecidos saibam quais são e se previna dessas armadilhas

Os golpes online continuam a ser uma das maiores praga da internet.

 Eles também têm desenvolvido métodos cada vez mais sofisticados de enganar consumidores. O crime na internet está evoluindo para formas com as quais nem poderiam os imaginar cinco anos atrás.

 O total anual de queixas de crime relatadas ao Centro de Queixas de Crimes na Internet (IC3), aumentou 667,8% entre 2001 e 2009.

Local de origem
Segundo pesquisas, 65,4% dos fraudadores em ação nos Estados Unidos são residentes no próprio país; 9,9% são do Reino Unido, 8% da Nigéria, 2,6% do Canadá e 0,7% da Malásia.

Entre os golpes mais populares de 2009 estão o do atirador, o de consulta astrológica, os golpes econômicos, os de sites de empregos e os pop-ups maliciosos com propaganda de software antivírus falso.

Confira os detalhes de operação de cada um deles – e evite ser pego em armadilhas como essas.

1.Pop-up malicioso
Um dos golpes mais sujos envolve a exibição de anúncios pop-up maliciosos para software antivírus inofensivo. As vítimas disseram ter sido expostas a anúncios que alertavam sobre a existência de vírus ameaçadores ou de algum conteúdo supostamente ilegal em seus PCs. Ao clicar nos pop-ups falsos, as vítimas estavam, sem saber, baixando código malicioso.

Essas vítimas eram convencidas a comprar software antivírus para arrumar seus computadores, mas em alguns casos isso resultava na instalação de vírus, trojans e programas de captura de senha em seus micros. Tentativas de contatar as empresas de software antivírus eram malsucedidas.

Recomenda-se aos usuários que virem essas advertências pop-up falsas que fechem seus browsers ou desliguem seus PCs imediatamente para, mais tarde, efetuar uma busca antivírus para ver o que aconteceu. Esses golpistas faturaram mais de 150 milhões de dólares no ano passado.

2.Atirador online
O golpe do atirador “online”, que ameaça matar o destinatário da mensagem caso não receba milhares de dólares, ainda está vivo em milhares de e-mails. Segundo o FBI, duas novas versões do esquema começaram a aparecer em julho de 2008. Um instruía o destinatário a ligar para um número de telefone contido na mensagem; o outro dizia que o destinatário ou alguém que ele ama seria seqüestrado a menos que um resgate fosse pago.

Os destinatários eram orientados a responder por e-mail em 48 horas. O golpista então fornecia a localização de uma agência de transferência de dinheiro, cinco minutos antes do fim do prazo, e ameaçava fisicamente a pessoa se o resgate não fosse enviado em até 30 minutos.

Informações que identificavam a vítima eram incluídas no e-mail, para dar a aparência de que o golpista realmente conhecia o destinatário e seu endereço. Em alguns casos, nomes, cargos, endereços e números de telefone de agências do governo, de executivos ou de informações pessoais da vítima são usados na tentativa de tornar a fraude mais autêntica.

As vítimas deste golpe são geralmente instruídas a enviar o dinheiro via Western Union ou Money Gram para um receptador no Reino Unido.

3.Astrólogo de araque
Esse tradicional golpe ressurgiu online, na forma de uma vítima que recebe spam ou mensagens de pop-up oferecendo consultas astrológicas gratuitas. A vítima deve apenas fornecer sua data e local de nascimento para receber a consulta.

Depois da consulta, no entanto, a vítima é levada a comprar uma leitura completa, com a promessa de que algo que lhe é favorável está para acontecer. A vítima paga pela consulta completa sem nunca recebê-la, e a maioria das tentativas de contatar o “astrólogo profisional” via e-mail resulta na mensagem “impossível de entregar”.

4.Emprego de mentira
Lado a lado com os golpes econômicos estão os golpes que prometem emprego online, em vagas de trabalho em pesquisa e ou a partir de casa. No golpe de trabalho a partir de casa, as vítimas são atraídas por conta de uma variedade de vagas, de gerentes de pessoal a compradores secretos.

As vítimas são levadas a fornecer ao fraudador suas informações pessoais, com a promessa de salários-hora acima da média ou do pagamento de centenas de dólares por semana. Para algumas vítimas, o golpista chega a prometer o envio do hardware e do software necessários para efetuar o “trabalho”.

Esses sites podem ser tão convincentes que as vítimas frequentemente são levadas a descontar cheques e ordens de pagamento enviados pelo correio, para depois reenviar uma parte do dinheiro por meio de seus cheques pessoais, dinheiro e ordens de pagamento para uma terceira parte, agindo como laranjas.

Nos golpes relacionados a pesquisas, os fraudadores publicam anúncios que convidam à participação em uma pesquisa relacionada à relação entre empregado e empregador durante a atual crise econômica. Os que se inscrevem são solicitados a enviar uma cópia de seu comprovante de salário como prova de que estão empregados.

No entanto, depois de enviar a cópia, a vítima nunca mais ouve o fraudador novamente. Mais tarde, a conta do empregador é subtraída de milhares de dólares por meio de cheques fraudulentos.

Alex Domingos

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s